Horário De Abertura

150 Gramas em Vila Franca de Xira horário de abertura

Fechar agora

150 Gramas com horários de abertura. Quando é que o 150 Gramas está aberto? Aqui pode ver se o restaurante está aberto agora

Quais são os horários de abertura do site 150 Gramas? Quando o 150 Gramas está aberto? Aqui você pode encontrar as respostas para as suas perguntas. O horário de abertura deste Restaurante foi verificado por várias fontes. Então você pode ter certeza de que você não vai não está mais aberto. O horário comercial atual pode variar devido à pandemia.

Liga para o restaurante em (+351)263095304 para perguntar sobre os horários de abertura ou para pedir férias fechadas. Reserva também uma mesa para ti.

Horário de funcionamento

  • Segunda-feira Fechadas
  • Terça-feira 12:30 - 00:00 - 00:00
  • Quarta-feira 12:30 - 00:00 - 00:00
  • Quinta-feira 12:30 - 00:00 - 00:00
  • Sexta-feira 12:30 - 00:00 - 00:00
  • Sábado 12:30 - 00:00 - 00:00
  • Domingo 12:30 - 16:00

Contactos

  • Endereço: Rua Serpa Pinto 92, Vila Franca de Xira 2600-262, Portugal
  • Telefone: +351263095304
  • Local na rede Internet: cardapio.menu

Avaliações

Generic placeholder image

Gostámos imenso da comida e da decoração castiça do espaço. É um espaço relativamente pequeno, por isso, convém reservar mesa. As doses não são muito grandes, mas são compensadas em sabor e autenticidade. Comemos uma sobremesa de avelã que estava maravilhosa!


Generic placeholder image

Sair de Lisboa e ser acompanhado do Zomato é bom. E não me refiro ao Porto, nem a nenhuma capital noutro país. A nossa pequenez, e conseguir ir de Santa Cruz até Setúbal pela mesma bitola é agradável. Assim e porque havia que ir a Vila Franca de Xira, a consulta foi feita. Primeiro em modo familiar, mas as casas já há muito tinham deixado escapar a sua glória, ou inclusivamente fechado e pelos habituais que sabem da poda, as escolhas eram ainda inferiores. 150 Gramas. Que seja. .Existia a necessidade de comer cedo, e por isso a chegada fez-se ligeiramente antes das 12. Porta entreaberta mas luzes desligadas. Entra-se na mesma. Bem-vindos, ainda nos falta um pouco para começar a servir, mas sentem-se aí na sala de espera que já vos atendemos. Ficamos a ver skates de madeira, mas comodamente, enquanto as cortinas se abrem, o palco se ilumina, o maestro inspira, e a batuta começa a orientar a orquestra.Já sentados e pedida a assistência de quem conhece, optámos como quase sempre pela partilha que começou pelas chamuças de pato. Uma proteína favorita, um salgado favorito, não poderia funcionar mal. O molho de laranja ainda complementa a coisa. As Pataniscas com Caril e açafrão, foram as que menos se safaram. Talvez por parcialmente a família ser daquelas bandas, as pataniscas que aprecio são parecidas a sonhos. Coisas mais altas e menos densas do que estas. Claras batidas em castelo e misturadas portanto. Neste caso o sabor é óptimo, mas são mais versão pesadelo. Naco de atum: (quem é que em terra de vaca...pede atum?). Provavelmente ninguém, mas tinha passado um para outra mesa e chamou a atenção. Sem ponto pedido, mas médio mal como deve ser, de boa ganadaria, apenas com sal e muito bem selado. Torricado de bacalhau. Já este não é peixe. Aquilo vem num triângulo seco, logo não é peixe. Mas é parecido por vezes. E este estava muito bom, com um azeite saboroso e intenso, em quantidade apreciável e um substato (provavelmente local), de trigo, mas com sabor, sem ser daquela coisa de hipermercado. O remate final fez-se ao som da Tarte de Merengue e Limão. E é show de bola. A ardósia pequena, leva com sacos de pasteleiro, que despejam à vez merengue que de seguida é “maçaricado” e “lemon curd”. A isto junta-se o crocante de suspiro e de bolacha em formato areia e umas raspas de lima para desenjoar. Eu não gosto de sobremesas, mas repito facilmente esta. Algumas pessoas a comer conseguem até fazer trejeitos de boca, olhos e tiques estranhos com a cara. Venham mais sabores destes. Estranho é ver os pedidos de hambúrguer a saírem que nem ginjas para todo o lado...Não se compreende. Não faz sentido aqui, quando as opções são francamente boas. .A fachada Azul cobalto enternece. Uma pequena casa campestre, no meio da urbe disconexa. Um óptimo cartão de visita para quem entra. O interior baixo, é mais comum e rotineiro. Os destaques vão seguramente para a parede lateral criada em OSB, que dita um ar mais citadino, e as loiças todas diferentes mas respeitando tons, por cima dos individuais de papel kraft impressos. E tem uma zona de estar! Onde os clientes que vão entrando sem reserva (e acreditem, são alguns), aguardam pacientemente ou desesperam, consoante a forma de estar. .Descentralização. .#zomato40 #ovocru #eatportuguese #docampo #terradecarne